quarta-feira, outubro 27

Só para desenferrujar

Estive fora nos últimos 10 meses... fora desta cadeira que me abre a janela do migalhas!

Sim, é certo que existem outras cadeiras com vista para o meu blogue, mas é aqui, junto desta janela imensa, de onde me guardam os pomares de laranjeira que o meu olhar interior se espraia mais a jeito, as ideias mais variadas surgem, as palavras soltam-se e a vontade de me lançar ao teclado vem...
Nem sempre tenho o tempo mas sentir a vontade é já um começo... penso eu!

2 comentários:

xistosa - (josé torres) disse...

Bons olhos a vejam e bons ouvidos a oiçam.
Todos os dias lia na imprensa, a doença fatal, "necrologia" e nunca vi o seu nome.
Sabia que estava viva.
Então viva a esta vida, de "canseiras" tamanhas.
Se houvesse transportes directos comprava-lhe umas laranjas.
É uma das frutas proibidas mas ... ultimamente só tenho enfiado barretes.
Armado em sabichão, tomei o peso à dita cuja laranja e o binómio peso/tamanho coadunava-se a um belo exemplar que se multiplicavam por diversas embalagens, a granel.
Escolhi uma a uma...
Não me encolhi e eram perto de 10 quilos.
Já salivava com o sumo e a laranja fresca (no frigorífico).
Não eram de plástico, não senhora, eram mesmo verdadeiras ... e ainda por cima do Algarve.
Sem sumo e as membranas interiores pareciam palha rijíssima.
Nem o dente entrava naquele couro.
Já cá ando há uns anitos e confesso que nunca vi nada assim.
Até dois malvados melões que comprei em Espanha, "Vitor Manoel", rótulo preto/dourado, para papar no Natal, já marcharam.
(comprei-os lá a 0.39 €, porque aqui, na Makro estavam a 1.31 €)
Não se deram com os ares cá de casa, como costuma ser norma nos seus antecessores e tive que os passar pelo estreito, empurrados com espumante.
Não satisfeito, (pelo azar de ter que os comer na altura errada. O m/filho que está em Inglaterra também gosta muito), comprei dois enormes no Jumbo.
Sou um "admirador" dos melões grandes e estes... eram-no.
(o melão que fica pequeno - que não cresceu - não presta e nunca comprei um grande e que fosse mau),
também amadureceram rapidamente e tive que fazer o sacrifício de os comer.
E se eram bons, interiormente alaranjados e com "pico".
Só não tiveram molho a condizer que o espumante foi-se.
Bem, estou a delirar com o melão e a laranja ...
Chega.
Não se esqueça de aparecer e dar uso ao teclado.
Cumprimentos.

inespimentel disse...

Oh Xistosa, fruta grande e pesada nem sempre arrisco... chegar a casa com uma grande melância, aparentemente suculenta e docinha e levar para a mesa um pepino enorme é coisa que me deixa com um grande melão...
Você escreve depressa ou tem muito tempo para o fazer, que bom!
É muito simpático chegar ao meu blogue, quase abandonado, e ter um visitante para me receber. Obrigada
... e bom fim de semana que vou à capital visitar a minha idosa e adorada mãe

o que me faz feliz

o que me faz feliz
o meu mundo ao contrário

O meu Farol

O meu Farol

A bela foto

A bela foto
o descanço dos meus olhos

A minha cama na relva

A minha cama na relva

O meu Algarve

O meu Algarve

...enquanto uns trabalham...

...enquanto uns trabalham...