quinta-feira, outubro 29

diferença?? o que é mesmo isso??

Não entendo o racismo!
Não sinto, nem ínfima, amostra de aversão ou repúdio pela diferença!
Quando me cruzo, ou relaciono, com "criaturas" que não se enquadram, ou encaixam, em conceitos preestabelecidos de normalidade, tenho sempre um tempo de paragem, como se dentro de mim se abrisse uma janela para uma nova paisagem que, por isso mesmo, já atrai a minha atenção, sinto a vontade de compreender e conhecer novos mundos, cabeças divergentes, diferentes formas de ser e estar entre nós! ... e quando me parecem mais frágeis, ainda mais espaço se cria dentro de mim, para acolher o que me é estranho, desconhecido!
Ultrapassa-me que isto possa ser obstáculo e não motivo de aproximação entre as pessoas... e o facto de desconhecer estimula a minha curiosidade, o meu interesse. Outro modo de sentir estas diversidades é-me tão difícil de entender... parece-me incontornavelmente uma limitação, uma tacanhez...
Porque a diferença é uma realidade que existe seguramente entre todos nós, essa diferença que nos torna únicos, irrepetíveis, cada um, um entre todos, de dentro para fora, inseridos no todo, mas sempre indivíduos... mas aquela diferença que divide, atribuindo qualidades e defeitos transversais que se aplicam a todos os elementos de um qualquer grupo, a TODOS, agrupando-os taxativamente, segundo leituras feitas de fora para dentro, juntando os "cada um" e transformando-os num só... essa convicção de DIFERENÇA desconserta-me, faz-me imensa confusão, como se a linguagem usada me fosse completamente obtusa, abstracta... até porque, bem cá no fundo, eu nem sei muito bem o que é ser diferente, não sei se isso existe.... não o somos todos, afinal?
há os que levam a vida toda a querer ser "iguais", os que se declaram diferentes, orgulhosa ou envergonhadamente diferentes... e aqueles que se perguntam, como eu, onde nos leva esta vontade de espelhos e de desencontros, de encontros ou de guerras...

4 comentários:

Vício disse...

é uma opinião...

inespimentel disse...

Mais do que uma opinião, Vício, é um sentir, algo que nasceu e vive comigo!
... autónoma e independente esta sintonia funciona sem eu ser tida ou achada!

Vício disse...

ok! é sentir e mesmo assim diferente de outros...

marta disse...

Olá Inês!
Ando de visitas
Tinha saudades dos teus posts, tão transparentes, tão no meu jeito de sentir.
Consegues sempre chamar as coisas pelos seus nomes

beijinho

o que me faz feliz

o que me faz feliz
o meu mundo ao contrário

O meu Farol

O meu Farol

A bela foto

A bela foto
o descanço dos meus olhos

A minha cama na relva

A minha cama na relva

O meu Algarve

O meu Algarve

...enquanto uns trabalham...

...enquanto uns trabalham...