quarta-feira, junho 18

AFINAL COMO É???

Cada um é como é... mas se pudéssemos contar com a palavra que nos é dada, mesmo nas relações corriqueiras do dia a dia, como se se tratasse de uma verdadeira intenção, seria facilitador para a compreensão que cada um tem dos outros!
Isto para aqui dizer o seguinte... IRRITA-ME de sobremaneira:
Quem diz que vai... mas não vai!
Quem não responde a um convite que lhe tenha sido feito, ainda que não possa comparecer, muitas vezes já o sabendo de antemão!
Quem se mostra solicito... sem o ser!
Quem promete e não cumpre!
Quem se prontifica... mas só em palavras!
Quem diz: - Amanhã... ou depois..., sabendo nós que, esta é a maneira cobarde de dizer: - Não me comprometo...
...e mais o... "depois um dia destes eu passo por lá", ou "aparece..." que é uma sugestão esquiva e descomprometida, que nos deixa muitas dúvidas sobre a consistência do convite.
Migalhas, insignificâncias sem gravidade, que fazem parte do tipo de relações que revela falta de transparência e frontalidade deixando outros pendurados em expectativas que nunca se cumprem... ou talvez sim...!
Lamentável, sobretudo para pessoas que como eu gostam de saber com o que podem contar! Encaro a lealdade como se fosse um requisito normal... e incontornável; gosto de dizer aos outros exactamente com o que podem contar, no que de mim depender... sei que nem toda a gente gosta dos meus nãos, muito bem articulados e com estrutura de betão, talvez gostassem mais de ter como resposta um : "nim"...ou um "talvez"... mas no meu caso só me comprometo e dou o sim em vez do não quando acabei de decidir que era possivel mudar de rumo!!!
Ao NIM não lhe reconheço a côr, nem a forma, não me convence, decididamente!
Não que tenha este tipo de ralações nas minhas relações... é mais aquele colega que diz: - Não compres... eu arranjo-te isso... Eu passo por lá e resolvo-te o assunto num instante... Assim que possa trago-te...
Pois se eu me estava a preparar para agir... fico pendurada... se ele vai não podemos ir os dois... se ele traz não vou comprar, se ele resolve não chamo mais ninguém... é assim que se penduram os pendentes até mais não... no geral esta é uma forma muito nacional de não fazer nem deixar fazer... mais que nacional é bem algarvia a frase que agora, mais do que nunca, entendo até ao tutano: "- Amanhã ou depois"...!!! aqui podem colar-se todo um ror de promessas que não temos intenção de cumprir; ou intenções que não passem disso mesmo; ou escapes airosos a compromissos a que não se consegue frontalmente dizer não!
Sou doutro tempo... em que a palavra dada, ainda que pudesse ser fraquinha, tinha a firmeza de algo de nós que se dá... que nos pertence... e ali fica, a substituir-nos, até que... nós voltávamos para a substituir pelos actos a que se reportava!
Tudo isto são migalhas, coisas sem gravidade, que nos obrigam ao grande exercício de aprender a viver BEM em sociedade, sabendo como somos diferentes uns de outros e é assim que temos de nos aceitar... com tudo o que nos une e nos divide... nem sempre é fácil... nem sempre apetece... simplesmente É ASSIM!

16 comentários:

Os_meus_rabiscos disse...

Viver é tão fácil... Também não gosto de nims!

minucha disse...

Já te disse aqui, que tenho uma imensa dificuldade de dizer não....
estás a falar de um dos meus grandes defeitos

Há uns anos, convidaram-me para um jantar, disse que não e expliquei bem o porquê
No ano seguinte convidaram-me outra vez, sabendo que o porquê se mantinha.
Disse que sim.
Já estava vestida para ir, mas o esforço era de tal maneira grande, que mesmo à hora achei que não valia a pena a tortura que me estava a impor, quanto mais grave porque o jantar era num daqueles sítios que se paga por pessoa, vá ela ou não.
Resumindo, as relações nunca mais foram as mesmas.....

Tens toda a razão

Vício disse...

hei-de voltar para ler melhor o texto! :P

na minha opinião, maior parte das pessoas tenta agradar em troca de algum valor que lhes possam dar e por isso sabem que um não directo impede, de certo, modo que isso aconteça. daí vem o nim que deixa outra pessoa "presa" a si...

xistosa - (josé torres) disse...

São os pretensiosos, os impostores
Oferecem-se para nada e deixam-nos na corda bamba.
Tive alguns azedos de vida, mas ninguém me pode acusar de atraiçoar ... se era sim, era sim, se era não, era não.
Nunca fui de meias tintas.
Nunca me comprometo com nenhuma causa que dependa de terceiros.
Só respondo pelos meus actos.
Até num julgamento ia sendo posto fora da sala, pela veemência com que combati a mentira e era uma coisa de "lana caprina", uma tentativa dum acordo num problema de condomínio dum andar.
Não me calo e insisto.
Acho que serão migalhas, para o "Migalhas", que pelas postagens, também deve ter um coração de manteiga.

Não me deixo ficar pendurado, porque faço eu.
Quando insistem, digo logo :
- Olhe, só tão desconfiado que nem em mim acredito, por isso faço eu!

E assim desenvencilho-me, (apetecia-me empregar o palavrão que geralmente aplico, mas não é por estar aqui em casa alheia ... nem por educação, é por princípio)
desses impostorzecos!

xistosa - (josé torres) disse...

Desculpe os erros, mas saem e depois é tarde.
Então é assim:
- Olhe, SOU tão desconfiado que nem em mim acredito, por isso faço eu!

Também não acabei o raciocínio:

"E assim desenvencilho-me, (apetecia-me empregar o palavrão que geralmente aplico, mas não é por estar aqui em casa alheia ... nem por educação, é por princípio, não utilizo palavras impróprias que só me rebaixam e tiram a força)
desses impostorzecos!

Monica disse...

Também tenho dificudades em dizer Não, mas assumo igualmente as esponsabiidades do meu Sim e raramente deixo alguém penduado na eminencia de um Talvez, pois pessoalmente é algo que tambem me irrita.

Nao ha nada mais torturante que essas expresoses vagas, fugidias de quem nao se quer compometer mas que também nao tem a coragem de tomar uma posiçao.


Enfim.
Beijo ^^

SAM disse...

sim....com o disse Che Guevara " Temos que "endurecer" mas sem perder a ternura jamais! " lol é da5r o corte a essa gente e mai nada !
O prometido é de vidro!
lolol
beijo doce amiga !

prafrente disse...

"Sou doutro tempo..."
Tambéu eu.Do tempo em que se dizia "palavra de honra".

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades.
Quando procuramos pautar a nossa vida por valores morais e éticos acima da média, olham-nos como se fossemos animais raros...de um mundo diferente...

inespimentel disse...

Rabiscos viver é fácil mas nem sempre e muitos não aproveitam o que de bom se pode e deve aproveitar... vai-se aprendendo.

inespimentel disse...

Minucha eque bom que é quando damos por nós a conseguir dizer NÃO, com determinação e firmeza, é para festejar porque a partir desse dia aprendemos o caminho.

inespimentel disse...

Vício, gostar de agradar é natural... eu gosto! Chato é quando não agimos em conformidade com as nossas convicções para em troca recebermos algo... dar não implica trocar/receber, dar é SIM, sem mais nada...
Nim é um DAR de quem negoceia, suspenso na perspectiva de pingar alguma coisa para o seu lado...NIM é para quem dá com "condições" e reticências...

inespimentel disse...

José Torres, quem não usa "capas", nem representa papeis, tem obrigatoriamente de usar alguma arma para se defender... comportamentos despidos e directos,convicção e coragem, determinação e transparência... se não for o cepticismo não há como se defender...

inespimentel disse...

Mónica quem assume responsabilidades provavelmente dirá os "sins" que entender sem receio, assumindo as suas responsabilidades, quem não o faz não é livre, tem de se esconder e andar disfarçado. Nada como ir logo dizendo com o que se pode contar!

inespimentel disse...

Sam, gosto dessa frase do Che:
"endurecer sem perder jamais a ternura"; não será fácil, mas mesmo que provisoriamente se endureça, há que depois de reconhecido o desvio recuperar a ternura perdida! Se p+ossível vale a pena tentar!

inespimentel disse...

... eia, prafrente , há tanto tempo que não ouvia essa frase que tinha tanto valor: "-Dou-te a minha palavra de honra... " a partir daí sabiamos com o que podiamos contar!!!
Agora??? hi, hi, honra... não sei bemmas acho que essa palavra não me é estranha... quer dizer exactamente o quê???

Siala ap Maeve disse...

por isso se diz que de intenções está o inferno cheio...eu diria mais...está mesmo a abarrotar de falsas intenções que só servem para mascarar aquilo que mais tarde ou mais cedo é sempre revelado :)
Aiiiiii nem te li com a atenção merecida, mas acredita que vim cá só com o tempo contado para te deixar um beijo muito grande!

o que me faz feliz

o que me faz feliz
o meu mundo ao contrário

O meu Farol

O meu Farol

A bela foto

A bela foto
o descanço dos meus olhos

A minha cama na relva

A minha cama na relva

O meu Algarve

O meu Algarve

...enquanto uns trabalham...

...enquanto uns trabalham...