terça-feira, janeiro 13

Ventos, Luas e Marés

Entre geadas e frio, agora nuvens e chuvas, o tempo vai-se escoando, como areia entre os dedos. Se tentamos retê-la fechamos a mão e fica um nada invisível, onde mais uma mão cheia de areia faz cama, para logo nos escapar entre os dedos... assim vão os dias... pará-los não posso, agarrá-los também não, deixo que sigam a sua vontade, que se deixem levar por luas, ventos e marés, que se encham e se esgotem, que me encham as mãos para logo as deixarem vazias, assim vou vivendo de mãos abertas, prontas a receber, e a dar, pedindo à vida que não me ampute... ainda, que me ensine a aceitar o seu lado negro, e me ajude a lamber e curar as mágoas e as feridas...
Quando se pertence a uma família muito grande, a primeira metade das nossas vidas é, havendo saúde, de alegrias e comunhão! Uma festa!
A segunda metade é bem mais dura... não duramos eternamente, a saúde vai-se consumindo e os dias também, as notícias de vida, nascimento e alegria vão dando lugar ao que já sabemos serem as leis da vida... e custa, e dói, e a areia vai nos escapando das mãos, por entre os dedos!
Depois penso.... pertenço, sim, a uma grande família.... maior e mais grande do que aquela que me enlaça nos seus laços de sangue... a todos devo amar, a todos devo servir, sabendo que servir é ajudar a encontrar caminhos de paz, de harmonia e solidariedade.
Depois penso.... o mistério abarca vida e morte. Sempre o soubemos; então, que no espaço deixado vazio pela areia que se escoou entre os meus dedos, se vá encaixando um ninho de silêncio e aceitação, para que, quando ela me traga notícias, ou me queira levar, eu a possa receber de mãos vazias e em sossego!
Quem me lesse agora, poderia pensar que nem tudo está bem... mas está, cada dia que passa é mais um em que gozo o prazer de sentir a areia a encher-me as mãos, a escapar-me entre os dedos... e eu, as mãos bem abertas, a crer e a querer que amanhã há mais areia!!!
Muita e boa areia para todos nós!


Penso ter mais tempo disponível no fim de semana, para falar, escrever, espelhar o que me vai e o que me vem


Assim como ao José Torres ocorrem-me nnnnnnn temas sobre os quais desejo postar... mas eu não aponto e quando estou no computador varre-se-me...pufff... e então abro aqui o tinteirinho e vou pingando o migalhas, de que gosto MMUUUUUUUUIIIIIIIIIIIIITTTTTTTTOOOOOOOOOO!

9 comentários:

claras manhãs disse...

"de mãos abertas para dar e receber"
é tudo o que é preciso!

isso das famílias grandes ou pequenas é tudo uma questão de sorte, ou de escolha...sei lá
sei que há famílias e famílias...

beijinho

claras manhãs disse...

Tenho um prémio para ti, Inês.

beijinho

Sam disse...

envelher é uma opção de vida! acredita.
como eu costumo dizer aos putos, eu não tenho 32 anos, eu tenho 18 com 14 de experiencia.
( isto porque algumas fanecas quando me perguntam a idade e eu digo 32, elas ( que têm 20 e tais ) olham pra gente como quem dioz " hiii já es um cota " ...olololol

há coisas que nos fazem envelhecer e daí não aproveitar,mos os dias e noites de vida.Tudo aquilo que nos prende o desejo. o compromisso; a obrigação; a resignação. por isso envelhecemos.

beijo doce meu amor.

inespimentel disse...

Minuxa, é , são pedaçinhos de nós que andam por esse mundo fora, tudo peixe do mesmo cardume!
A dor ou alegria de cada um é um pouco nossa, também!

inespimentel disse...

SAM, há que aproveitar, e saber que, o que se perde em juventude ganha-se em sabedoria... e isso é transversal a todos os aspectos da nossa existência!
Eu tenho quase 53 e sinto-me, não uma miúda, óbvio, mas sem idade... nunca imaginei que com esta idade me sentisse, interiormente, com o mesmo entusiasmo e leveza de outros tempos... a idade é física mas tb psicológica!

claras manhãs disse...

Cá venho com a explicação, desculpa ter demorado tanto.

Se clicares com o botão do lado DIREITO do rato, em cima de uma fotografia, aparece-te um quadro com imensas possibilidades.
Clicas com o botão do lado ESQUERDO do rato em copiar (no que diz só 'copiar'.
Vens para o teu blog, sem clicares no botão do lado direito, o que é aliás o que sempre fazes, vais às tuas imagens abres a página e em espaço vazio, clicas outra vez no botão do lado DIREITO do rato e clicas de seguida, depois de te aparecer novamente a janela em COLAR, e ficas com a foto, nas tuas imagens.
No rascunho (draft) do post clicas no icon que dá para pôr imagens e vai procurar nas tuas imagens a que queres e clicas nela, depois segues as instruções e já está.

Se precisares de maiores explicações, envias-me por mail o teu telefone, que explico -te passo a passo

beijinho

Ps: Há uma outra maneira, mas se não conseguires com esta, é porque não sabes colocar imagens no blog e então é melhor fazer-se passo a passo para perceber onde te vês mais aflita
sorriso
está bem?

Suzanna disse...

A sensibilidade e a sabedoria do Peixes.
Tive sorte em também ter mergulhado aqui... Obrigada pela partilha.

Beij*

inespimentel disse...

Suzanna, modéstia à parte, acredito que esses aspecto astrológico tem enorme influência nessa sensibilidade de que falas... para o bem e para o mal!
Brigadas pela visita

inespimentel disse...

Lá vou eu Minuxa... e não é que já consegui??!!

o que me faz feliz

o que me faz feliz
o meu mundo ao contrário

O meu Farol

O meu Farol

A bela foto

A bela foto
o descanço dos meus olhos

A minha cama na relva

A minha cama na relva

O meu Algarve

O meu Algarve

...enquanto uns trabalham...

...enquanto uns trabalham...