segunda-feira, janeiro 5

Acho que penso que sei

Pois é
A minha cabeça nunca pára e li por aí algures que não sou uma excepção: tudo o que é mulher pensante, tem cabeça que não pára
Não me tem dado para escrever, não é que me falte assunto, nem sempre me apetece é ser eu a lançá-lo
Como gosto de abrir as portas e janelas virtuais e, com alguma displicência, opinar de leve sobre tudo mais alguma coisa chega-se ali ao blogue do vizinho, lê-se em promenor ou diagonal e pimpa, aqui vai disto.
É que se há coisa que não escasseie aqui, neste canto de terra, são palpites e ideias, achegas e conselhos, pareceres e dissertações... é só pôr umas frases, uns pensamentos a navegar por aí, que logo aparecemos em bandos, chilreando a nossa versão, o nosso ponto de vista.
Por isso já nem sei se gosto mais de beber nas vossas palavras o estímulo de novos pensamentos e ideias ou se prefiro aqui deixar um conjuntinho de letras para vocês me encontrarem no meio delas, e pelo encontro ou pelo desencontro reconhecermos sempre e mais uma vez que se há coisa que temos com fartura são opiniões e ideias, sobre tudo e sobre coisa nenhuma!

14 comentários:

Gigi disse...

O que eu mais tenho são ideias e opiniões... ao que parece também tenho uma cabeça pensante. :)
Mas, e acho que tu já sabes isto, eu sou mais do género ouvir e calar. As opiniões tenho-as, sim senhora! E as ideias? Ui...!

Tem Bom Ano 2009 que ainda se vai bem a tempo! :)

claras manhãs disse...

Tu não sabes que somos o país que tem mais treinadores e selecionadores nacionais de sofá?
Que seria de um bom português sem palpites?
tal e qual o que estou a fazer agora
risos

beijinho e Bom Ano, Inês

xistosa - (josé torres) disse...

Mas qual é o português que não tem solução para tudo.
Não sei colocar "links" nos comentários ... também o que sei pouco passa do zero, porque lhe enviava algumas coisas "lindas".

Eu costumo dizer que só os outros é que têm defeitos ... eu, nós, somos perfeitos.

Mas vou-lhe dizer, gosto muito de comentar o que escrevem nos blogs.
Mas mesmo muito e dá-me mais prazer que actualizar o meu.

Vou acabar com o "Ucometa".
Não sou escravo dos blogs ... e estou a ser escravizado.
Depois sinto os dedos a crescerem contra os nossos políticos ...
Mas tenho-me contido, porque sei que uso linguagem desbragada.

No início do "inséte" cheguei a ter um problema com um parvalhão ...
Por sorte, era do porto e descobri a direcção dele.
Olhos nos olhos, como sempre fiz, disse-lhe tudo ... e pedi para me acusar do que tinha escrito para o ou a Blogger.
É que já esqueci o inglês, mas há coisas que até um cego vê e descobre e nunca esquece.
Resolvi ali logo o assunto ... mas sei que não torna a suceder.
Deixei de jogar ténis e praticar boxe.
A idade não perdoa e o coração não aguenta.
Chega ter que aguentar a minha mulher.
Por ela, tinha que me sentar e esperar a morte.
É o que lhe digo.
Nem quer que pegue nos sacos das compras ...
Quero morrer mas com dignidade e não é caso para isso.
Sei que se não houver nenhum "emperro" é um operação quase banal.

É deste mundo ... de falarmos como estranhos e com estranhos que eu adoro.
Costumo "descobrir o outro" e até hoje não me enganei.
Até numa visita que a "Inespimentel" conhece de nome, mas que não vou revelar, não me enganei.
"Um dia, fio-me no golpe de vista e vou no conto do vigário".

Isto é conversa minha ...

Para acabar, ficam-me gravadas as suas palavras:

"Por isso já nem sei se gosto mais de beber nas vossas palavras o estímulo de novos pensamentos e ideias ou se prefiro aqui deixar um conjuntinho de letras para vocês me encontrarem no meio delas, e pelo encontro ou pelo desencontro reconhecermos sempre e mais uma vez que se há coisa que temos com fartura são opiniões e ideias, sobre tudo e sobre coisa nenhuma!"

Dou-lhe inteira razão. É por isso que gosto de conhecer outros blogs.
É que eu leio o que escrevem ... não comento pelas aparências.

Um bom ano.

Sam disse...

certo certo, é que no meu blog num aprendes nada.nadinha. até desaprendes...o que acho que tb é fixe...ou não!
lololol
beijinho doce doce amiga!

inespimentel disse...

Gigi, eu também sou de ouvir e calar, ou fui, mas aqui que ninguém me manda calar, mesmo sem razão, é bom expôr as profundezas... como se o blogue fosse um espelho que nos devolvesse o reflexo do nosso miolo,do que nos pertence, do nosso reino, daquilo que queremos manter, mudar, ou melhorar, é giro!

inespimentel disse...

Minuxa, mas se somos tão bons a dar palpites e bitates sobre a vida que nos rodeia não entendo porque, como governantes e políticos, não conseguimos organizar a casinha, fazer poupanças, pôr isto nos carris...é que se as ideias não nos faltam, o que será que nos falta para as pôrmos na prática?

inespimentel disse...

José, em 1º lugar, pois sei que é esse o fardo mais pesado de que você se quer ver livre, fica o meu desejo de que a sua operação chegue depressa para mais depressa passar e você poder redimensionar os seus dias, a outro ritmo, mas com um prazer renovado! VAI CORRER TUDO MUITO BEM!
... até porque, na linha do que dissemos, eu, você, e nós,além de sabermos quase tudo, somos também uns campeões, uns heróis invencíveis, conquistadores, e mais, que sabemos que : enquanto houver quem esteja pior do que nós, sabemos que até podiamos estar pior... e isso diz que alivia!

inespimentel disse...

Sam que redonda mentira! No teu blogue aprendo a diferença; aprendo a ver a cabeça de um homem da tua idade assim toda aberta ás suas ansiedades, necessidades e intenções;
apreendo a importância do conteúdo,que é inteligente, e com um humor que se me cola, me alivia e divirte, com a forma que equilibra o conteúdo e é pró brejeirinho,assim a roçar o órdinareco!
Não dispenso

Sam disse...

Obrigado pelas tuas palavras que me fazem sempre tão bem!
Bom fim de coiso amiga
Beijo doce!

prafrente disse...

Pois é Inês,a minha cabeça também não pára.A escola, as frequências, os trabalhos de grupo quase não me deixam ter vida social.Não me posso queixar porque foi um desafio que decidi enfrentar, mas pouco a pouco este navegar nas ondas da virtualidade vai ficando diluido no tempo até desaparecer para lá da linha do horizonte.
Mas não digo "adeus" porque, entre livros e cadernos, hei-de roubar tempo ao tempo para vos dizer que vale a pena lutar...

Bjihno

xistosa - (josé torres) disse...

Foi uma espreitadela.
Mas vi que estava a escrever e não falei ...

Talvez não acredite, mas tornei-me tão escravo dos blogs, que até no quarto tenho um bloco de apontamentos.
Quantas vezes de noite, acordo e tomo nota duma frase, dum assunto, nem sei se sonhado acordado, se a dormir.

Agora enquanto não morrerem todos com a gripe, não matam ninguém operado ao coração, que não é ao coração, mas sim a três vasos.

Estou à espera que haja mais umas vagas, não sei se de camas se de esquifes.

Os vasos, é como costumo fazer com as plantas ...

Um bom fim de semana.

claras manhãs disse...

Olha lá!
Que tal pensares alto aqui para os amigos?
Já vai um tempão de férias.

beijinho

inespimentel disse...

Minuxa... não são férias... são alienações, abstrações, variações, são vários ões, como podes ver!

claras manhãs disse...

sorriso para os ões

o que interessa é que vieste.

beijo gordo

o que me faz feliz

o que me faz feliz
o meu mundo ao contrário

O meu Farol

O meu Farol

A bela foto

A bela foto
o descanço dos meus olhos

A minha cama na relva

A minha cama na relva

O meu Algarve

O meu Algarve

...enquanto uns trabalham...

...enquanto uns trabalham...