sexta-feira, fevereiro 15

Mais uma utopia

Os dias dos políticos, tal como os conhecemos até hoje, parecem estar contados... o que virá depois, ninguém sabe...
De tanto puxarem a brasa à sua sardinha, acabaram por ostracisar todos os que, não fazem parte da festança; já têm o bandulho cheio e não param de enfardar... eles e os outros meninos egoístas, vizinhos do quintal ao lado, que atiram fisgas, pedradas e baldes de água fria para desmoralizar o grupo reinante; querem que acreditemos que também nós fomos convidados para a sardinhada! Como se não soubessemos já que eles preferem atirar as sobras uns aos outros a deixar-nos apanhar as migalhas!
Enquanto o arraial entre os dois mais perigosos gangues da nossa pacífica comunidade continua, convencidos uns e outros de que a rapaziada cá por fora anda adormecida, entretida com futebóis e telenovelas, o improvável vai acontecendo: a massa humana anónima está a ganhar sentido crítico, estamos fartos de, da sardinhada, só o cheiro nos chegar!!!
Vejo aparecer um cidadão comum mais esclarecido, mais realista, farto de promessas por cumprir , farto de esperar por dias melhores, farto de injustiças e mentiras, farto de cheirar as sardinhas que os outros comem, com o maior dos desplantes, entre luxos e bonomias, perante uma sociedade empobrecida, triste e esgotada, sem mais furos para adelgaçar o aperto da magra cintura, exaurida por tanta extorção, doente por falta de esperança!
O sucesso de Obama leva-me a pensar que, acima dos partidos, das esquerdas, centros e direitas, estamos a pedir conteúdos mais humanos e verdadeiros;
o prototipo de embalagem cinzenta, ainda que possa ser aconselhado pelos inacreditáveis gestores de imagem a usar gravatas coloridas e fofinhas, que vão do amarelinho ao rosa, já esgotou todos os discursos demagógicos em que, está à vista nem os próprios acreditam!
É este o contexto ideal para aparecerem Obamas deixando-nos presos a palavras de verdade, num discurso coerente em que se revêm, penso eu, os homens e mulheres que estão carentes de esperança e reclamam um futuro mais justo!
É este o momento em que, para minha surpresa, volto a torcer, fazer figas e acreditar, acreditar que, para além da revolução e tomada de consciência que devemos fazer dentro de nós, a nível individual, talvez também a política de quem nos governa esteja em "brutal" mudança, deixando escombros de sucessivos governos voltados para si próprios, esquecidos de valores mais humanos de altruismo e distribuição solidária de benefícios e deveres... pode ser que eles ainda continuem a pôr a K7 da conversa oca por mais tempo, mas pode ser que já poucos lhes dêem ouvidos... calhando já só restam os próprios, os famintos do quintal vizinho, e os sabujos lambebotas à espera dum lugarzinho ao sol para a filha, a afilhada e a amante!
O tempo dos vampiros que tudo comem parece ter os dias contados... agora, para que não lhes tirem o poder, só usando métodos menos "democráticos"... ou fraude nas eleições ou... À BRUTA...só ao tiro vão conseguir afastar quem já lhes roubou o poleiro... quem já conquistou a atenção e o sorriso dos homens e mulheres que pedem um futuro mais justo para TODOS!
O Obama que se cuide... atrás de cada esquina uma emboscada espreita, poderosa e determinada a não largar o osso a matilha rosna e pede sangue...
É mesmo um ponto de viragem... não sabemos o que lá vem... mas que vem, vem!!!

7 comentários:

xistosa disse...

SE for um democrata a ganhar, eu votaria em Obama, não que tenha prática política para governar aquele "monstro que tudo tem triturado", ele saber-se-á rodear de quem o aconselhe.

Por outro lado, gostava de ver uma mulher à frente dos poderosos que ainda não há muitos anos segregavam negros e mulheres.

Mas tenho receio que suceda o mesmo que ao Al Gore.

Em cima da meta, desligaram o foto finish e ele perdeu ...
(a verdade seja dita, como vice-presidente, nada fez que se visse ou ouvisse - estrebuchou um pouco depois de deixar o cargo e deve ter encomendado o livro numa qualquer agência de benfeitorias a preceito do comprador)
Que se matem uns aos outros, mas deixem o mundo respirar ...

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá, grata pela visita ao meu cantinho.
Um bom fim de semana.
Beijinhos de ternura.
Fernandinha

Luna disse...

Inês..............................................
Alguma vez nós nos esquecíamos de ti???
Que ideia...
Na quinta à noite sonhei que te ia visitar... mas a escola absorve o meu tempo quase todo.
Tenho deixado o meu blog ao abandono, mas meti lá uma foto hoje... já que não escrevo nada que preste...

Bj grande pra ti

Luna

disse...

Olá Inês!
Obrigado pela visita.
Adorei aqui as tuas "migalhas" mas fiquei com aquela sensação que é mais uma "porcão", sabes,como um bocado de bolo, daqueles gostosos, que sabem bem,caem ainda melhor e deixam vontade de voltar a repetir.

Bjinhos doces.

inespimentel disse...

Hillary não é aquilo a que eu chamaria : mulher!
Vejo-a mais como um produto bem modelado por um markting que a mim nada me diz! Tudo nela me parece falso... postiço... não gosto dela nem do que representa!!!
Ver uma mulher nos destinos políticos de umpa´s como a América era interessante... sem dúvida!

marta disse...

tens, como sempre, razão Inês.

O que me irritou solenemente em Hillary fora aquelas lágrimas de crocodilo, que fez cair em frente às câmaras.

das duas uma:

ou é hipócrita e então deixa de me interessar

ou é mulherzinha de merda, e então bem pior.

Estou pelo Obama
espero pela mudança!

marta disse...

Minha querida, passa hoje pelo Claras, o post é também para ti.

Azuis? só o ouvi, estava aqui a teclar ao lado, e não o vi.

mas estou como tu.

o que me faz feliz

o que me faz feliz
o meu mundo ao contrário

O meu Farol

O meu Farol

A bela foto

A bela foto
o descanço dos meus olhos

A minha cama na relva

A minha cama na relva

O meu Algarve

O meu Algarve

...enquanto uns trabalham...

...enquanto uns trabalham...