terça-feira, novembro 6

... é como ter um coito!

A minha "vizinha" Luna atacou logo por cima... depois do post de apresentação atirou-se à maior dúvida de todos os tempos, e chamou-lhe qualquer coisa como: "afinal que raio é Deus"! Não esperava eu outra coisa, uma pega de caras!


Venho aqui , humildemente, dizer no migalhas que também eu gostava de ter resposta para essa questão, e apesar de ter mais 35 aninhos do que ela ainda tenho todas as dúvidas!


Mesmo assim tenho as minhas respostas caseiras para uso pessoal... sem as evidências lógicas que a luna exemplifica com "um grande pedregulho", um incontornável pedregulho!
Pois eu, desde os meus 12 anos que deixei de ir à missa! Reconheço que a catequese e a "moral cristã" não me fizeram mossa, antes pelo contrário, deram-me algumas bases de solidariedade e saudável compaixão, assim, com essa bagagem e boa consciência, descolei para outras vivências, fiz o meu percurso! Terei ao longo da viagem, muito esporadicamente, pensado no assunto, sem me tirar o sono, sem chegar a conclusão alguma!
Volvidos todos estes anos, para minha completa surpresa, comecei a ser repetidamente invadida por alguns sinais que me obrigaram a desarrumar o sotão, sacudir o pó e as teias dos missais, das bíblias, dos padres e das suas igrejas, de Jesus e de todas as outras religiões, mais todo esse "bafiento"(como o adjectivou a Luna) departamento, na tentativa de recuperar o que lá estivesse com algum sentido para mim!
Esses sinais de que falo, sugeriam-me a existência de uma ordem, uma intenção e uma inteligência que se sobrepunha a tudo, a todos; enquanto duvidei fui insistentemente acordada para essa percepção de variadíssimas formas, algumas absolutamente redutoras de qualquer intenção de negar: evidências... sem volta a dar-lhes!
Durante cerca de 2 ano, fui "perseguida", melhor, acompanhada, por uma estranha cadeia de coincidências, tão gritantes, que acabei por deixar cair argumentos e lógicas e pôr de lado tudo o que estivesse para lá da emoção, do sentimento, da intuição, no que respeita ao mistério! Esse mistério inicial, tão difícil de entender, nada consensual, não gostaria de traduzir o que para mim significa, usando palavras! Muitos foram os crentes, antes de mim, que tentaram fazê-lo, mas o resultado é muitas vezes contrário ao pretendido! A igreja deformou e deturpou a história de Jesus até ao abuso, (deixando atrás de si um rasto de sangue e violência perpetrada em nome de Deus), o homem que nos apontou o caminho, que foi o exemplo mais acabado de até onde pode chegar a generosidade, e o amor pelos semelhantes! Essa é uma verdade de que não duvido... nunca: o amor é o caminho, não existe outro modo válido de espalhar a igualdade e a justiça.
Na actual arrumação que fiz, Deus está dentro de mim e em todo o lado; ele é a matéria prima que antecede todas as formas, é a centelha de luz que ANIMA (dá alma), aos seres, que os torna UNOS; através desse sentimento de união chega-me o amor por TUDO.
Entre o meu "dentro" e o meu "fora" a fronteira é uma abstracção, uma questão de embalagem, de formas; para lá do nascimento, para lá da morte existe outra forma que não sei, nem preciso de saber como é... tudo se transforma mas a matéria prima estará sempre lá!
Uma tão perfeita harmonia de cores e formas, sempre em movimento, é demasiado intencional para ser fruto ACASO... para mim não serve! Toda a Criação tem um criador, mesmo que não o conheça eu sei que isto é uma regra incontornável!
O planeta, o universo, com todos os seres no seu equilíbrio e desequilíbrio, fazem-me sentir que estou bem, cumprindo uma qualquer missão, que não sei qual é, nem tenho a pretensão de saber; apanhei o fio à meada... aquilo que precisava de saber, basicamente, é o que acabei de aqui escrever: através do sentimento de união e do amor estamos no paraíso; somos um todo em movimento e evolução, enquanto alguns vão tendo comportamentos humanos outros (muitos, imensos, demais) ainda pouco se afastaram da BESTA, mas estamos a trabalhar em conjunto, é karma, enquanto houver tanta besta, a humanidade não se liberta, uns sofrem e os outros por os ver sofrer sofrem também.
Por todas as penas que eu possa aliviar dou um passo no bom caminho!
A cada passo que um humano dá no bom caminho arrasta a humanidade consigo, e o contrário também se verifica, para o bem e para o mal!
Tenho por isso uma missão, temos todos, ainda que não exista disso uma consciência colectiva!
Penso que já em tempos escrevi neste blogue umas palvras de Pessoa que diziam mais ou menos isto: "O mistério não é compreensível senão à emoção", era mais ou menos isto, espero ter compreendido bem o sentido... o certo é que eram palavras que apontavam para a ausência de explicações lógicas e argumentos fundamentados porque ninguém os tem... a fé é uma convicção emocional, que não passa pelas palavras, e que, uns têm, e se sentem priveligiados com isso (o meu caso), outros não, e vivem assim também muito bem sem lhe sentir a falta!
Não me parece é que seja uma coisa que se procure, a não ser que essa procura seja dentro de nós ou na Criação propriamente dita; as instituições religiosas gastaram a fé de tanto a reduzirem a palavras.
É através de actos de despojamento, partilha e solidariedade que fico mais perto de Deus, é esse impulso de querer secar as lágrimas, consolar e mimar, mostrar o lado mais sorridente dos dias, que encontro a unidade e o sentido missionário da minha vida!
Estas são as minhas palavras, em actos serei mais incompleta, mais imperfeita e impotente!
Reconheço o Bem e o Mal, aqui no planeta azul; para lá desta realidade tudo desconheço, mas sinto-me confiante, apesar de tanta ignorância, tantas perguntas sem resposta... porque sou daqueles humanos que acreditam numa ordem divina e sinto algum conforto... acredito que estou nas mãos de DEUS seja ele lá quem for ou seja ele lá o que for!!!
Faço silêncio... calo a voz da razão... existo e tudo ganha sentido e côr!
PS Luna, já me levaste ao maior post da minha vidinha de boguista... ou blogueuse???

12 comentários:

SAM disse...

Granda Posta! lol
bem a minha visão das coisas é mais simples: somos uns bichos egoistas que rastejam pela terra, que é um calhau no meio do universo, fragil e efémero!
Somos obra de um acaso...nascemos mas bem que poderiamos ter sido uma simples punheta, crescemos e vivemos, cometemos erros pelo meio porque somos assim...animais e não somos especiais, existe energia positiva e negativa no universo ou dimensão em que vivemos...mas não passa disso, energia, não a controlamos nem nada nem ninguem a controla e não é bom assim?
Todas as religiões têm denominador comum...prometem uma vida depois da morte ( claro ), isto porque o homem tem um terrível medo da morte, não se capacita na sua cabecinha de super-chipanzé que a sua vida é aqui, é a unica que tem e se há-de vivê-la é aqui e em mais lado nenhum! que vai morrer e apodrecer e toda a gente o vai esquecer!
por isso TOCA A VIVER !
beijo doce!

Luna disse...

As minhas palavras saem-me sempre mais ocas do que as tuas! Deve ser porque o meu lado ateu me ganha quando eu tento usar argumentos, e a minha fé é reduzida!
Para ti uma pergunta: sendo que "Toda a Criação tem um criador" quem criou o criador?

PS: cinema sábado! tudo confirmado!

inespimentel disse...

Oh Sam se somos fruto do acaso somos um acaso perfeito; ainda que nos portemos mal o acaso equipou-nos com uma máquina muito jeitosa... se a soubermos usar!!! Quando olho para uma simples mão humana delicio-me com o seu potencial... VIVA, VIVA o acaso e obrigado por te dares ao trabalho de ler a minha ganda posta!
PS para mim tb não há essa de vida para lá da morte, porque vida e morte fazem da mesma coisa: a existência, independentemente do estado evolutivo!

inespimentel disse...

Luna, mais ocas não... talvez mais frescas e adolescentes... mas a sério que gostei imenso do teu post; sabes, eu não sou matemática, não me ponho com construções lógicas nem tento dar muitas explicações... vem-me tudo muito mais fora da lógica e da razão!Acabei por perceber aquela de:"Felizes os pobres de espírito, deles será o reino dos céus", aqueles que aceitam o que sentem sem tentar, a todo o custo, ter uma explicação para tudo, mais fácilmente entram numa empatia com a natureza e a própria existência!
Tájaver, não sei, sei lá...

marta disse...

«Por todas as penas que eu possa aliviar dou um passo no bom caminho! A cada passo que um humano dá no bom caminho arrasta a humanidade consigo, e o contrário também se verifica, para o bem e para o mal!»


Acredito, plenamente nisto que dizes, e em mais algumas coisas, mas demoravam muito a escrever, e também não as quero tornar públicas.

Um dia conto-te

inespimentel disse...

Marta é bom ver-te por aqui, ainda por cima com um tão grande post para leres...e sim,lendo agora essas palavras que repetes, fico contente por ter sido eu a escrevê-las!
Se também acreditas nisso, já somos duas, é bom quando conseguimos que a nossa prática coincida com a nossa teoria... bem, vamos sempre tentando, nem que seja por aproximações!
PS que déjà vu, diria que já te escrevi exactamente estas palavras... se calhar escrevi parecidas!

Anónimo disse...

é isso Inês, isso mesmo, muito sentimento ajuízado nesta tua dissertação, quer-me parecer. Á Luna diria que o Einstein que também "sentia" a matemática achava que " o velho não jogava aos dados " isto é que não somos fruto do acaso, e que a nossa pulsação não é diferente da do cintilar das estrelas mas sim a mesmíssima coisa.... sei lá, isto sem falar da doença neurológica que nos ataca e que é o pensamento ( Ai... )e que ocupa quase todo o nosso tempo de vigília... Gostei muito sim. Bjs da Graça.

SAM disse...

Gostei do que disseste na MARTA...gosto cada vesz mais de ti!
beijo doce amiga!

Aragana disse...

Como sou ateu (ou ateia)... não coloco essa questão.

Acho que era preciso sermos um berlinde de criança, ou uma aldeia de formigas para termos um Deus que nos deixa assim.

Não acredito.

inespimentel disse...

Graça, é bom ver-te pulsar por aqui, onde tento falar de assuntos que tentamos com dificuldade, reduzir a palavras!
Marta já sabemos que as nossas sensibilidades e ideias cruzam dados, é bom que isso aconteça!
Sam eu tb gosto cada vez mais de mim!!!
... e dos outros... e da vida...
Cada vez gosto mais de gostar! Continua a ser boa lenha para a fogueira da motivação!!!

inespimentel disse...

Aragana, farinha de outro saco, sem ofensa!
Sabes, conheço bem o teu território e respeito-o q.b.
Também foi o meu reduto e a verdade com que me cozi até há 2 anos atrás, sem problemas!
Mudei, não fiz força, nem pensava muito nestas questões, é como te digo, algo me chamou a alinhar, de forma irrefutável!Aceito sem questionar muito porque me rendi, sinto-me bem, assim, não que antes me sentisse mal, mas é como ter um coito, uma rede.. nestas acrobacias de estar vivo confesso que é mais confortável; mas não se força, ou se tem fé ou não!

SAM disse...

Bom fim de semana doce amiga!

o que me faz feliz

o que me faz feliz
o meu mundo ao contrário

O meu Farol

O meu Farol

A bela foto

A bela foto
o descanço dos meus olhos

A minha cama na relva

A minha cama na relva

O meu Algarve

O meu Algarve

...enquanto uns trabalham...

...enquanto uns trabalham...